Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados

Instruções


OBJETIVOS
Aprimorar os conhecimentos adquiridos durante os seus estudos, de forma a avaliar a sua aprendizagem, utilizando para isso as metodologias e critérios idênticos aos maiores e melhores concursos públicos do país.

PÚBLICO ALVO
Candidatos e/ou concursandos, que almejam aprovação em concursos públicos de nível médio ou superior.

SOBRE AS QUESTÕES
Este simulado contém questões da Banca ESAF, tanto para nível médio como superior da matéria Auditoria. Auxiliando em sua aprovação no concurso público escolhido.

*CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS QUESTÕES
1. Amostragem Estatística: Tipos De Amostragem, Tamanho Da Amostra, Risco De Amostragem, Seleção Da Amostra, Avaliação Do Resultado Do Teste.
2. Aspectos Gerais. Normas De Auditoria. Ética Profissional, Responsabilidade Legal, Objetivo, Controle De Qualidade.
3. Auditor Independente.
4. Auditor Interno.
5. Auditoria Com Uso De Tecnologia Da Informação (Ti).
6. Auditoria Das Demonstrações Contábeis.
7. Auditoria Externa.
8. Auditoria Governamental.
9. Auditoria Interna.
10. Auditoria Interna Segundo O Iia - Institute Of Internal Auditors.
11. Auditoria Interna Versus Auditoria Externa ? Conceito, Objetivos, Responsabilidades, Funções E Atribuições.
12. Auditoria No Setor Público.
13. Carta De Responsabilidade Da Administração: Objetivo, Conteúdo.
14. Código De Ética.
15. Comunicação Dos Resultados De Auditoria.
16. Conceitos Básicos.
17. Conceitos Gerais.
18. Contingencias.
19. Continuidade Das Atividades Da Empresa.
20. Controle De Qualidade.
21. Controle Externo
22. Controle Interno.
23. Controles Internos Segundo O Coso.
24. Desenvolvimento Do Plano De Auditoria.
25. Entidades Relacionadas.
26. Especialista De Outra Área.
27. Estimativas.
28. Estratégia De Auditoria.
29. Ética.
30. Ética Profissional.
31. Eventos Subsequentes.
32. Evidência De Auditoria.
33. Exame De Qualificação Técnica.
34. Execução Dos Trabalhos De Auditoria.
35. Fraude Versus Erro.
36. Governança Corporativa.
37. Independência E Conflito De Interesses.
38. Informações Obrigatórias Anuais E Eventuais Perante Os Órgãos Fiscalizadores.
39. Monitoramento, Supervisão E Controle De Qualidade Dos Trabalhos De Auditoria.
40. Normas De Auditoria Emitidas Pela Cvm - Instruções, Deliberações E Pareceres De Orientação.
41. Normas De Auditoria Segundo A Intosai.
42. Normas De Auditoria.
43. Normas Profissionais E Técnicas Emanadas Do Conselho Federal De Contabilidade (Cfc).
44. Objetivos.
45. Papéis De Trabalho.
46. Parecer De Auditoria. Tipos De Parecer, Estrutura, Elementos.
47. Planejamento E Programa De Auditoria, Papéis De Trabalho, Revisão Analítica, Pareceres E Relatórios De Auditoria.
48. Princípios Fundamentais De Contabilidade.
49. Procedimentos De Auditoria: Inspeção, Observação, Investigação, Confirmação, Cálculo, Procedimentos Analíticos.
50. Programa De Educação Continuada.
51. Programa De Revisão Externa De Qualidade.
52. Pronunciamentos Emitidos Pelo Instituto Dos Auditores Independentes Do Brasil (Ibracon).
53. Responsabilidade Legal.
54. Revisão Analítica.
55. Risco De Auditoria.
56. Sistema De Informações.
57. Supervisão E Controle De Qualidade.
58. Técnicas De Auditoria E Sua Execução.
59. Técnicas De Auditoria.
60. Testes De Auditoria: Substantivos, De Observância, Revisão Analítica.
61. Tipos De Auditoria.
62. Tipos De Teste Em Áreas Específicas Das Demonstrações Contábeis: Caixa E Bancos, Clientes, Estoques, Investimentos, Imobilizado, Fornecedores, Advogados, Seguros, Folha De Pagamentos.
63. Uso Do Trabalho De Outros Profissionais: Outro Auditor Independente, Auditor Interno, Especialista De Outra Área.
* Nem todos os assuntos serão abordados neste simulado.

15 questões

0 horas e 45 minutos

25 concurseiros já realizaram este simulado.
(1,0) 1 -

O auditor, ao efetuar a avaliação e os testes nas contas dos itens componentes do imobilizado e de suas respectivas depreciações, constatou os seguintes fatos: I. Contrato efetuado entre a empresa e um de seus sócios transferindo uma máquina entregue como integralização de capital no valor de R$ 1.000.000,00. Ao efetuar a comparação com o valor de mercado na data da transferência, constatou-se que a máquina estava valorizada por R$ 800.000,00. II. Unidade Fabril operando em dois turnos, efetuando a depreciação de suas máquinas pela taxa relativa a um turno. III. Os Juros e a variação cambial de uma máquina em processo de construção e importação, a ser usada no processo produtivo, contabilizado em despesas financeiras e de juros, respectivamente. Assim, pode-se afirmar que as assertivas I, II e III correspondem a:

a) erro, fraude, erro.
b) fraude, erro, fato normal.
c) erro, erro, erro.
d) fato normal, fraude, fraude.
e) fraude, erro, erro.
(1,0) 2 -

A responsabilidade primária na prevenção e identifi cação de fraudes e erros na empresa é:

a) da administração.
b) da auditoria interna.
c) do comitê de gestão corporativa.
d) o Conselho Fiscal.
e) da auditoria externa.
(1,0) 3 -

A Companhia Desenvolver utiliza o regime de tributação pelo lucro real. No período de 2001 a 2005, apura prejuízos fi scais, conforme o previsto em seu projeto de viabilidade econômica. Durante os anos de 2006 e 2007, a empresa superou as projeções de lucro do projeto em 10%. No exercício de 2007 as demonstrações contábeis não apresentavam nenhuma provisão de créditos de impostos a compensar. O auditor deve:

a) recomendar a constituição de provisão diferida no exigível a longo prazo para o crédito tributário, visto que existe uma tendência de manutenção de lucros pela empresa.
b) exigir a constituição de provisão para o crédito tributário, sob necessidade de ter que ressalvar o parecer.
c) determinar a constituição de provisão passiva para o crédito tributário, uma vez que existe a expectativa de pagamento de impostos sobre os lucros obtidos.
d) estabelecer a compensação do total dos prejuízos fi scais, com os lucros obtidos nos anos de 2006 e 2007.
e) manter as demonstrações sem a constituição da provisão para o crédito tributário, devido à incerteza de realização dos lucros.
(1,0) 4 -

O auditor, ao avaliar a possibilidade de continuidade ou não da empresa, constatou que a mesma deixou de distribuir dividendos nos últimos três anos, estava com um grande volume de créditos a receber de clientes com negociações sem sucesso e seu principal fornecedor entrou em falência. De acordo com as normas de auditoria independente, pode-se afi rmar que esses eventos representam respectivamente indicadores:

a) financeiro, financeiro e de operação.
b) financeiro, financeiro e financeiro.
c) de operação, financeiro e financeiro.
d) financeiro, de operação e de operação.
e) de operação, de operação e financeiro.
(1,0) 5 -

A empresa Grande Porte S.A. tem o seu Ativo formado em 15% pelo Contas a Receber e 35% composto pelos Estoques. Dessa forma, a auditoria contratada, ao realizar seus serviços, deve:

a) proceder à conferência de 100% do faturamento e realizar inventário físico na empresa, para confi rmar a existência dos estoques.
b) ressalvar em parecer o Contas a Receber por não ser possível auditar por amostragem e recalcular a apropriação dos custos.
c) realizar o procedimento de circularização para confi rmação dos saldos de contas a receber e acompanhar o inventário físico realizado pela entidade.
d) confrontar com os fornecedores o saldo de contas a receber e determinar a realização de inventário físico pela empresa.
e) validar a existência de todos os clientes, mediante verifi cação do cadastro de clientes da empresa e realizar com sua equipe técnica, inventário físico para confi rmação dos Estoques.
(1,0) 6 -

A empresa Documental S.A., tendo como objetivo manter um arquivo completo sobre o seu processo de auditoria, exige do auditor que forneça cópia de todos os seus arquivos eletrônicos e papéis de trabalho elaborados durante a execução de seus serviços. Pode-se afirmar que:

a) referida solicitação é pertinente, uma vez que a empresa também é responsável pela guarda e sigilo dos papéis de trabalho.
b) a solicitação da empresa é indiferente, pois os papéis de trabalho são de acesso público, conforme determinado por resolução da Comissão de Valores Mobiliários.
c) indevida a solicitação, visto que a guarda e sigilo dos papéis são de responsabilidade do auditor.
d) permitido à empresa solicitar os papéis de trabalho, visto estar sujeita a questionamentos por parte dos acionistas ou de terceiros.
e) a solicitação é irregular, já que em nenhuma hipótese os papéis de trabalho podem ser disponibilizados, seja para a empresa seja para qualquer usuário.
(1,0) 7 -

O auditor, ao efetuar os testes de movimentações e saldos na conta de equipamentos de informática, constatou que um computador que havia sido comprado para ser utilizado na fábrica para controlar uma máquina encontrava-se registrado em um centro de custos da área administrativa financeira. Assim, pode o auditor afirmar que

a) o saldo da conta de Despesa de Depreciação está subavaliado.
b) o saldo da conta Equipamentos de Informática está subavaliado.
c) a Depreciação da Máquina, na qual o computador foi acoplado está superavaliada.
d) o saldo da conta de Custos das Mercadorias Vendidas está superavaliado.
e) o valor da Depreciação levado a custo está subavaliada.
(1,0) 8 -

A empresa Celta S.A. apresentou um nível de ociosidade de 30% de sua capacidade instalada. Seu gestor, com o objetivo de apresentar resultados mais condizentes com a performance de seus negócios, decidiu reter essa ociosidade no processo produtivo, dimensionando esses valores e mantendo-os nos estoques. O auditor, ao realizar os testes nas contas de estoques, deve concluir que o saldo da conta:

a) Estoques está superavaliado, visto que não é permitido no sistema de custeio reconhecer a ociosidade.
b) Custo das Mercadorias Vendidas está superavaliado por ter reconhecido mais custos do que deveria apropriar aos resultados.
c) Fornecedores está superavaliado por não ter sido apropriado aos custos dos produtos.
d) Depreciação está superavaliado, visto ter reconhecido mais depreciação em função da ociosidade.
e) Estoques está correto, visto que desde que fundamentado a ociosidade pode ser retida nos custos.
(1,0) 9 -

O auditor, ao realizar processo de auditoria na empresa Mother S.A., constata a existência de benefício de Previdência Privada concedido a seus funcionários. A empresa participa com 80% das contribuições totais, tendo pactuado em contrato a participação e a complementação das insufi ciências de fundos. No intuito de aplicar os procedimentos de auditoria na área, a empresa de auditoria contrata fi rma especializada em cálculos atuariais, para verifi cação. Assim, a responsabilidade do auditor:

a) limita-se aos trabalhos por ele efetuados, sendo a fi rma especializada responsável pelos trabalhos especiais, tendo o auditor que mencionar o nome da empresa responsável pelos trabalhos e os efeitos apurados.
b) igual à da empresa contratada, respondendo pelos erros ou fraudes que possam surgir, sendo obrigatória a menção da empresa contratada no parecer de auditoria.
c) fica restrita à sua competência profi ssional, e, na ocorrência de emitir parecer sem ressalva, não poderá fazer referência do especialista no seu parecer.
d) compartilhada com a empresa contratada na avaliação das metodologias e técnicas utilizadas, respondendo tecnicamente pelos cálculos e valores apresentados nas demonstrações contábeis.
e) stá condicionada à escolha de empresa idônea e competente que não possua vínculo com a empresa auditada e que não tenha dependência, sendo a responsabilidade técnica e de avaliação de metodologias para avaliação dessa área de responsabilidade da empresa especializada.
(1,0) 10 -

O auditor, ao realizar os testes nos contratos de empréstimos tomados em moeda estrangeira, identifi ca que a taxa de câmbio utilizada para efetuar a apropriação foi de R$ 1,85, quando o correto seria R$ 1,58. Dessa forma, pode o auditor concluir que o saldo da conta de:

a) variação cambial passiva está subavaliado.
b) variação cambial ativa está subavaliado.
c) variação cambial passiva está superavaliado.
d) empréstimos em moeda estrangeira está subavaliado.
e) variação cambial ativa está superavaliado.
(1,0) 11 -

Indique a opção correta correspondente. O auditor, na aplicação dos testes substantivos, realizou os procedimentos a seguir, obtendo as seguintes conclusões, respectivamente: I. Conferência das cautelas de ações representativas dos investimentos contabilizados no Ativo Permanente; II. Verifi cação da classifi cação dos valores em curto e longo prazo; III. Determinação da última nota emitida no exercício e análise, se todas as notas estão contabilizadas.

a) ocorrência, análise e mensuração.
b) existência, apresentação, abrangência
c) análise, apresentação e ocorrência.
d) abrangência, ocorrência e apresentação.
e) mensuração, abrangência e análise.
(1,0) 12 -

A Companhia Legal tem estabelecido, em seu manual de normas e procedimentos, que o processo de autorização dos pagamentos seja feito de forma eletrônica, devendo o supervisor da área revisar todas as autorizações dos analistas. Para isso, o supervisor tem obrigatoriamente que entrar na área de aprovações do sistema, digitar sua senha, passar o seu cartão no leitor óptico e marcar um espaço com 'X', autorizando. O auditor, ao visitar a área, presencia um analista de posse do cartão e senha do supervisor executando sua função. Esse procedimento técnico adotado pelo auditor é considerado uma:

a) investigação.
b) revisão analítica.
c) mensuração.
d) avaliação.
e) observação.
(1,0) 13 -

Não corresponde a um evento subseqüente que gera ajuste nas demonstrações financeiras:

a) decisão defi nitiva de processo judicial, dando ganho ou perda da causa que represente valor relevante.
b) perda de valor de investimentos, em decorrência do declínio do valor de mercado das ações.
c) descoberta de erros ou fraudes posteriores, que afetam o resultado da empresa.
d) eterminação de valores referentes a pagamento de participação nos lucros ou referente a gratifi cações assumidas legalmente e não formalizadas.
e) ativos deteriorados, que constavam com valor signifi - cativo e que não foram ajustados.
(1,0) 14 -

Quando o auditor efetuar a auditoria na empresa pela primeira vez e as demonstrações anteriores tiverem sido auditadas por fi rma de auditoria regularmente habilitada, pode-se afi rmar que não será necessário obter

a) evidências de que os saldos iniciais de abertura do exercício atual estão corretos e de acordo com os saldos fi nais do exercício anterior.
b) carta de responsabilidade da administração, quanto às informações e dados, bem como a preparação e apresentação das demonstrações do exercício anterior.
c) onfirmação de que as práticas contábeis adotadas no atual exercício estão uniformes com as adotadas no exercício anterior.
d) evidências de fatos relevantes que possam afetar as atividades da empresa e sua posição econômico financeira.
e) identifi cação de fatos relevantes de eventos subseqüentes ao exercício anterior, revelados ou não revelados:
(1,0) 15 -

O auditor, ao verificar a classificação das contas em curto e longo prazo, deve considerar, para classificar os fatos contábeis em longo prazo, as parcelas que vencerão

a) té 365 dias da data do fato gerador.
b) após o término do exercício social do fato gerador.
c) até o encerramento do exercício seguinte.
d) após o encerramento do exercício seguinte ao fato contábil.
e) até o final do exercício da ocorrência do fato contábil.

Marcadores

Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Marcador Verde Favorita
Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Marcador Azul Dúvida
Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Marcador Amarelo Acompanhar
Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Marcador Vermelho Polêmica
Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Marcador Laranja  Prova de Auditoria 15 - Questões e Simulados - Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
234.827 Concurseiros | 3.071 Simulados | 36.511 Questões | 10.058 Comentários

Copyright © Simulado Brasil Concurso - 2011 - 2014 - Todos os direitos reservados.

⇑ topo