Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados

Instruções


OBJETIVOS
Aprimorar os conhecimentos adquiridos durante os seus estudos, de forma a avaliar a sua aprendizagem, utilizando para isso as metodologias e critérios idênticos aos maiores e melhores concursos públicos do país.

PÚBLICO ALVO
Candidatos e/ou concursandos, que almejam aprovação em concursos públicos de nível médio ou superior.

SOBRE AS QUESTÕES
Este simulado contém questões inéditas e/ou questões das maiores bancas organizadoras do país, tanto para nível médio como superior da matéria de Serviço Social. Auxiliando em sua aprovação no concurso público escolhido.

*CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS QUESTÕES
1.Administração no Serviço Social
2.Assistência Social
3.Avaliações no Serviço Social
4.Balanço Social nas Organizações
5.BPC - Benefício de Prestação Continuada
6.CF - Ordem Social
7.Código de Ética Profissional
8.Código de Trânsito Brasileiro
9.Combate às Drogas
10.CONADE - Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência
11.Conferência de Saúde
12.CRAS - Centro de Referência de Assistência Social
13.Decreto 6.307/2007
14.Desigualdades Sociais
15.Direitos das Mulheres
16.Empregabilidade
17.Estado
18.Estatuto da Cidade
19.Estatuto da Criança e do Adolescente
20.Estatuto do Idoso
21.Ética
22.Família
23.INSS
24.Instituição
25.Instrumental no Serviço Social
26.Intervenção na área de Serviço Social
27.Laudo Social
28.LDB - Lei 9.394/96 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional
29.Legislação
30.Lei 10.216/2001
31.Lei 11.340/2006 - Lei Maria da Penha
32.Lei 7.853/1989 - Apoio às Pessoas Portadoras de Deficiência, sua Integração Social
33.Lei 8.213/1991 - Lei de Cotas
34.Lei 8.662/1993
35.LOAS - Lei Orgânica de Assistência Social
36.Mediações
37.Meio Ambiente
38.Metodologia do Trabalho em Grupo
39.Movimentos Sociais
40.ONGs
41.Parecer Social
42.PEP do Serviço Social Brasileiro
43.Perícia Social
44.Pesquisa de Campo
45.Pesquisa no Serviço Social
46.Pesquisa Qualitativa
47.Planejamento
48.Planejamento Estratégico
49.Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária
50.PNAS - Política Nacional de Assistência Social
51.Política Nacional sobre Drogas
52.Política Urbana
53.Políticas Sociais
54.Posturas Metodológicas Propostas pelo Pensamento Sistêmico
55.Prática Profissional
56.Previdência Social
57.Procedimentos Técnicos
58.Programa de Famílias Acolhedoras
59.Programa Nacional de Atenção Comunitária Integrada aos Usuários de Álcool e outras Drogas
60.Projeto Multidisciplinar
61.Proteção Social às Crianças-Adolescentes Vítimas de Violência, Abuso e Exploração Sexual e suas Famílias
62.Questão Social e o Papel do Estado
63.Questão Social na Sociedade
64.Questão Social no Capitalismo
65.Redes de Compromissos
66.Resolução 493/2006
67.Segurança no Transporte
68.Seguridade Social
69.Serviço Social - Geral
70.SUAS - Sistema Único de Assistência Social
71.SUS - Sistema Único de Saúde
72.Teoria Social
73.Terceiro Setor e Entidades Sociais
74.Transformações Societárias e o Serviço Social
* Nem todos os assuntos serão abordados neste simulado.

15 questões

0 horas e 45 minutos

1.609 concurseiros já realizaram este simulado.
(1,0) 1 -

A ética profissional é uma construção contraditória e suas determinações extrapolam a profissão e referem-se às condições mais gerais da vida social. Nesta perspectiva, a competência profissional deve ser construída

a)

a partir das necessidades sociais inscritas nas demandas postas historicamente à profissão.

b)

sobre a dimensão sociopolítica, bases para uma reflexão teórica voltada à compreensão dos valores.

c)

sobre a teoria antropológica, voltada para uma reflexão de modos de ser social.

d)

a partir de uma intenção psicossocial numa prática coletiva.

e)

a partir da reflexão acrítica dos valores na assimilação dos preceitos e modos de comportamento.

(1,0) 2 -

O código de Ética do Assistente Social, em concordância com seus princípios fundamentais, marcou sua diferença em relação ao discurso liberal,

a)

sensibilizando a sociedade civil em face da questão ética na política e na vida pública.

b)

afirmando a equidade e a democracia como valores ético-políticos.

c)

quebrando o sigilo, quando se tratar de situação cuja gravidade possa trazer prejuízo aos interesses da classe trabalhadora.

d)

comprometendo-se com a classe trabalhadora e sua visão acrítica sobre os valores universais.

e)

desprovendo o trabalho profissional de valores, seja em entidade pública ou privada, garantindo a qualidade do exercício profissional.

(1,0) 3 -

Avaliação e controle são instrumentos de elaboração de um projeto de intervenção. Devem ser formuladas em termos qualitativos e quantitativos, observando

a)

a correspondência do realizado com o idealizado.

b)

a identificação e a correção dos desvios para bloqueios na execução.

c)

o fornecimento de subsídios para avaliação e revisão da ação.

d)

o universo a ser atingido e os indicadores definidos na questão delimitada.

e)

o acompanhamento da ação e coleta de informações sobre o diagnóstico.

(1,0) 4 -

A pesquisa qualitativa trabalha com o universo dos significados, dos motivos, das aspirações, das crenças dos valores e atitudes. Um dos pressupostos que fundamentam essa metodologia é

a)

questionar o universo da intervenção humana.

b)

recolher os dados da realidade empírica das estruturas.

c)

trazer à tona o que os participantes pensam a respeito da pesquisa.

d)

conhecer a visão do pesquisador em relação ao problema.

e)

conhecer a experiência social do sujeito.

(1,0) 5 -

A mobilização social e a organização são consideradas por alguns autores como práticas educativas. Numa perspectiva crítica, essas práticas devem

a)

ter no horizonte a conquista da emancipação humana, passando pelo fortalecimento de lutas democráticas e de processos emancipatórios das classes subalternas.

b)

buscar a formação de consensos em torno de um projeto de sociedade sob a hegemonia da classe economicamente superior.

c)

fortalecer as lutas locais numa perspectiva de avançar nas conquistas parciais em torno de interesses específicos dos segmentos organizados da sociedade civil.

d)

articular as lutas dos movimentos sociais em torno da manutenção da ordem capitalista.

e)

fortalecer os movimentos sociais, numa perspectiva de conciliação de interesses plurais das classes.

(1,0) 6 -

Dadas as proposições seguintes, sobre as metodologias de pesquisa quantitativas e qualitativas,

I. Historicamente as metodologias quantitativas estão vinculadas às ciências naturais e exatas e as metodologias qualitativas são atreladas ao desenvolvimento das ciências humanas e sociais.

II. As metodologias qualitativas são utilizadas apenas nas ciências naturais e as quantitativas nas ciências exatas.

III. As metodologias qualitativas possibilitam abordagens da realidade que buscam os significados e as interpretações dos fenômenos naturais.

IV. As metodologias quantitativas obedecem a uma definição prévia do objeto a ser estudado e somente serão válidas se utilizarem todos os instrumentos para mensuração da realidade, tais como: amostras, tabelas, gráficos, quadros, indicadores e variáveis.

verifica-se que está(ão) correta(s)

a)

I, II, III e IV.

b)

I, apenas.

c)

II, III e IV, apenas.

d)

II e III, apenas.

e)

I, II e III, apenas.

(1,0) 7 -

Para a elaboração de projetos de pesquisa, o assistente social não pode desconsiderar que

a)

as fontes nas quais serão buscados os dados necessários ao desenvolvimento da pesquisa dependerão do tipo de informação exigido pelo problema de pesquisa.

b)

somente será válida a definição de um tema inédito e original.

c)

o problema de pesquisa deve ser apresentado na forma de objetivos: geral e específicos.

d)

o referencial teórico não precisa ser previsto no projeto, pois dependerá das condições de realização da pesquisa.

e)

a metodologia da pesquisa apresentará apenas as providências administrativas para a realização da pesquisa.

(1,0) 8 -

Na atual política de ensino superior, a execução de programas e projetos sociais está voltada ao atendimento de diversas demandas sociais que se colocam para a Universidade. Sobre as dimensões política e técnica dos processos de planejamento de serviços sociais, marque o enunciado correto, segundo a perspectiva profissional histórico-crítica.

a)

A atuação profissional será técnica, ficando a dimensão política a cargo do gestor institucional.

b)

As decisões institucionais não necessitam dos conteúdos técnicos presentes no uso dos instrumentos de planejamento.

c)

Os aspectos técnicos estão contidos em ações políticas que envolvem correlações de forças, articulações e alianças entre diferentes interesses.

d)

O planejamento como instrumento técnico não oferece subsídios para aumentar a qualidade dos processos decisórios institucionais.

e)

A operacionalização de planos, programas e projetos tem uma dimensão técnica que não interfere na efetivação das decisões tomadas pela gestão institucional.

(1,0) 9 -

Segundo o atual Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), as ações de assistência estudantil no ensino superior deverão ser desenvolvidas nas seguintes áreas:

I. Moradia estudantil; alimentação; transporte; atenção à saúde; inclusão digital; cultura.

II. Moradia estudantil, ensino, pesquisa e extensão.

III. Esporte; creche; apoio pedagógico; acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação.

IV. Retenção e evasão escolar.

V. Moradia estudantil e inclusão social.

Estão corretos os itens

a)

I e III, apenas.

b)

I, III, IV e V.

c)

I, II e V, apenas.

d)

III, IV e V, apenas.

e)

II, III e IV, apenas.

(1,0) 10 -

A defesa da educação como direito social e como política pública está sintonizada com o projeto ético-político do Serviço Social. Identifique a opção que não está relacionada a esta afirmativa.

a)

A atuação do assistente social na área de educação procura articular as ações e os projetos com as demais políticas setoriais.

b)

A inserção do assistente social na educação pode ser bem caracterizada como Serviço Social Escolar, referindo-se ao atendimento de demandas do ensino e das questões relativas à sala de aula.

c)

A luta pela educação e de suas demandas assumidas pela esfera pública demonstram um processo de politização em torno do reconhecimento e do atendimento de certas necessidades que deixaram de pertencer exclusivamente à esfera da reprodução privada.

d)

A educação é um fenômeno social e envolve processos que embora se relacionem com a política educacional a ela não necessariamente se circunscrevem.

e)

A adesão dos assistentes sociais às lutas e movimentos sociais em torno da erradicação do analfabetismo, de uma educação pública universal, gratuita e de qualidade, do acesso progressivo dos diversos segmentos sociais aos diferentes níveis de educação constitui expressão importante da renovação crítica da profissão.

(1,0) 11 -

O projeto ético-político do Serviço Social na atualidade está pautado na defesa dos direitos o que significa que para os assistentes sociais

a)

a luta pelos direitos se coloca sob o ponto de vista da classe trabalhadora.

b)

todos têm direitos iguais na sociedade e por isso o compromisso ético independe da classe social.

c)

a definição de direitos humanos formuladas no século XX supera as definições anteriores sobre os direitos.

d)

os direitos das chamadas minorias substituem a defesa da universalidade, que não pode ser atingida na sociedade capitalista.

e)

os assistentes sociais rejeitam as formulações sobre direitos humanos, pois não expressam as lutas dos trabalhadores.

(1,0) 12 -

O Serviço Social se institucionaliza como profissão

a)

enquanto instrumento da caridade particular das classes dominantes, no seio da igreja católica.

b)

em um contexto de crescimento das respostas assistenciais exclusivas do setor privado à questão social emergente.

c)

inserindo-se, de modo imediato, no processo de produção de produtos e de valor, ou seja, no processo de valorização do capital.

d)

dentro da divisão capitalista do trabalho, como partícipe da implementação de políticas sociais específicas.

e)

quando há um declínio das entidades assistenciais estatais, paralelo a ampliação do mercado de trabalho dos assistentes sociais.

(1,0) 13 -

É comum situações de impasses vividas na família repercutirem no local de trabalho e vice-versa. Nesse caso, é de grande valia a incorporação da família no tratamento das doenças relacionadas ao trabalho, visto que os padrões repetitivos de comportamentos que eclodem nas empresas têm correlação direta com as dinâmicas do sistema familiar. A intervenção, atuação e a presença dos terapeutas familiares, membros das equipes interdisciplinares, tornou possível incluir as famílias no projeto terapêutico, visando à melhoria da saúde ocupacional dos trabalhadores. Estes profissionais tomam por base o entendimento de que cada subsistema age de forma interligada e interdependente na capacidade de influenciar e determinar as características familiares e os padrões de interação entre pais e filhos. Este novo modelo explicativo está sustentado na abordagem

a)

dialética.

b)

materialista.

c)

positivista.

d)

funcionalista.

e)

sistêmica.

(1,0) 14 -

No conjunto de princípios fundamentais do Código de Ética do Serviço Social, instituído pelo CFESS, em 1993, destacam-se

I. liberdade como valor ético central;
II. seletividade no acesso aos programas sociais;
III. defesa intransigente dos direitos humanos;
IV. livre acesso à população usuária;
V. ampliação e consolidação da cidadania.

Está correto, apenas, o contido em

a)

I, III e IV.

b)

I, III e V.

c)

II, III e IV.

d)

III, IV e V.

e)

I, IV e V.

(1,0) 15 -

O Serviço Social é uma profissão que tem características singulares. Sua especificidade está no fato de atuar sobre todas as necessidades humanas de uma dada classe social, ou seja, aquela formada pelos

a)

sujeitos de direitos, ainda que não concretizados, dado o estágio de sociedade em desenvolvimento.

b)

indivíduos explorados, mão de obra semiqualificada, sem acesso ao mundo do trabalho.

c)

grupos subalternos, pauperizados ou excluídos dos bens e serviços e riquezas da sociedade.

d)

atores coletivos de determinado contexto democrático, com acesso parcial às políticas públicas de inclusão.

e)

segmentos sociais formalmente organizados, autores de pautas e reivindicações legalmente aceitas.

Marcadores

Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Marcador Verde Favorita
Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Marcador Azul Dúvida
Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Marcador Amarelo Acompanhar
Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Marcador Vermelho Polêmica
Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Marcador Laranja  Prova de Serviço Social 1 - Questões e Simulados - Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
235.176 Concurseiros | 3.071 Simulados | 36.511 Questões | 10.068 Comentários

Copyright © Simulado Brasil Concurso - 2011 - 2014 - Todos os direitos reservados.

⇑ topo