Simulados de Concursos > Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados

Instruções


OBJETIVOS

Aprimorar os conhecimentos adquiridos durante os seus estudos, de forma a avaliar a sua aprendizagem, utilizando para isso as metodologias e critérios idênticos aos maiores e melhores concursos públicos do país, através de simulados, provas e questões de concursos.

PÚBLICO ALVO

Candidatos e/ou concursandos, que almejam aprovação em concursos públicos de nível Médio do concurso ENEM.

SOBRE AS QUESTÕES

Este simulado contém questões da banca INEP, para nível Médio do cargo de Diversos. Auxiliando em sua aprovação no concurso público escolhido. Utilizamos provas de concursos anteriores, conforme editais mais recentes ENEM.

*CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA-SIMULADO- QUESTÕES de Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 do concurso ENEM.

1. Questões de Moléculas, células e tecidos \u2013 Estrutura e fisiologia celular: membrana, citoplasma e núcleo.
2. Questões de Divisão celular.
3. Questões de Aspectos bioquímicos das estruturas celulares.
4. Questões de Aspectos gerais do metabolismo celular.
5. Questões de Metabolismo energético: fotossíntese e respiração.
6. Questões de Codificação da informação genética.
7. Questões de Síntese protéica.
8. Questões de Diferenciação celular.
9. Questões de Principais tecidos animais e vegetais.
10. Questões de Origem e evolução das células.
11. Questões de Noções sobre células-tronco, clonagem e tecnologia do DNA recombinante.
12. Questões de Aplicações de biotecnologia na produção de alimentos, fármacos e componentes biológicos.
13. Questões de Aplicações de tecnologias relacionadas ao DNA a investigações científicas, determinação da paternidade, investigação criminal e identificação de indivíduos.
14. Questões de Aspectos éticos relacionados ao desenvolvimento biotecnológico.
15. Questões de Biotecnologia e sustentabilidade.
16. Questões de Hereditariedade e diversidade da vida \u2013 Princípios básicos que regem a transmissão de características hereditárias.
17. Questões de Concepções pré-mendelianas sobre a hereditariedade.
18. Questões de Aspectos genéticos do funcionamento do corpo humano.
19. Questões de Antígenos e anticorpos.
20. Questões de Grupos sanguíneos, transplantes e doenças autoimunes.
21. Questões de Neoplasias e a influência de fatores ambientais.
22. Questões de Mutações gênicas e cromossômicas.
23. Questões de Aconselhamento genético.
24. Questões de Fundamentos genéticos da evolução.
25. Questões de Aspectos genéticos da formação e manutenção da diversidade biológica.
26. Questões de Identidade dos seres vivos \u2013 Níveis de organização dos seres vivos.
27. Questões de Vírus, procariontes e eucariontes.
28. Questões de Autótrofos e heterótrofos.
29. Questões de Seres unicelulares e pluricelulares.
30. Questões de Sistemática e as grandes linhas da evolução dos seres vivos.
31. Questões de Tipos de ciclo de vida.
32. Questões de Evolução e padrões anatômicos e fisiológicos observados nos seres vivos.
33. Questões de Funções vitais dos seres vivos e sua relação com a adaptação desses organismos a diferentes ambientes.
34. Questões de Embriologia, anatomia e fisiologia humana.
35. Questões de Evolução humana.
36. Questões de Biotecnologia e sistemática.
37. Questões de Ecologia e ciências ambientais \u2013 Ecossistemas.
38. Questões de Fatores bióticos e abióticos.
39. Questões de Habitat e nicho ecológico.
40. Questões de A comunidade biológica: teia alimentar, sucessão e comunidade clímax.
41. Questões de Dinâmica de populações.
42. Questões de Interações entre os seres vivos.
43. Questões de Ciclos biogeoquímicos.
44. Questões de Fluxo de energia no ecossistema.
45. Questões de Biogeografia.
46. Questões de Biomas brasileiros.
47. Questões de Exploração e uso de recursos naturais.
48. Questões de Problemas ambientais: mudanças climáticas, efeito estufa; desmatamento; erosão; poluição da água, do solo e do ar.
49. Questões de Conservação e recuperação de ecossistemas.
50. Questões de Conservação da biodiversidade.
51. Questões de Tecnologias ambientais.
52. Questões de Noções de saneamento básico.
53. Questões de Noções de legislação ambiental: água, florestas, unidades de conservação; biodiversidade.
54. Questões de Origem e evolução da vida \u2013 A biologia como ciência: história, métodos, técnicas e experimentação.
55. Questões de Hipóteses sobre a origem do Universo, da Terra e dos seres vivos.
56. Questões de Teorias de evolução.
57. Questões de Explicações pré-darwinistas para a modificação das espécies.
58. Questões de A teoria evolutiva de Charles Darwin.
59. Questões de Teoria sintética da evolução.
60. Questões de Seleção artificial e seu impacto sobre ambientes naturais e sobre populações humanas.
61. Questões de Qualidade de vida das populações humanas \u2013 Aspectos biológicos da pobreza e do desenvolvimento humano.
62. Questões de Indicadores sociais, ambientais e econômicos.
63. Questões de Índice de desenvolvimento humano.
64. Questões de Principais doenças que afetam a população brasileira: caracterização, prevenção e profilaxia. Noções de primeiros socorros.
65. Questões de Doenças sexualmente transmissíveis.
66. Questões de Aspectos sociais da biologia: uso indevido de drogas; gravidez na adolescência; obesidade.
67. Questões de Violência e segurança pública.
68. Questões de Exercícios físicos e vida saudável.
69. Questões de Aspectos biológicos do desenvolvimento sustentável.
70. Questões de Legislação e cidadania.


* Nem todos os assuntos serão abordados neste simulado de prova e questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3.
19 alunos já responderam este simulado.
(1,0) 1 -

O despejo de dejetos de esgotos domésticos e industriais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros. Esses poluentes são ricos em substâncias que contribuem para a eutrofização de ecossistemas, que é um enriquecimento da água por nutrientes, o que provoca um grande crescimento bacteriano e, por fim, pode promover escassez de oxigênio. 

Uma maneira de evitar a diminuição da concentração de oxigênio no ambiente é:

a)

Aquecer as águas dos rios para aumentar a velocidade de decomposição dos dejetos.

b)

Retirar do esgoto os materiais ricos em nutrientes para diminuir a sua concentração nos rios.

c)

Adicionar bactérias anaeróbicas às águas dos rios para que elas sobrevivam mesmo sem o oxigênio.

d)

Substituir produtos não degradáveis por biodegradáveis para que as bactérias possam utilizar os nutrientes.

e)

Aumentar a solubilidade dos dejetos no esgoto para que os nutrientes fiquem mais acessíveis às bactérias.

(1,0) 2 -

A  lavoura  arrozeira  na  planície  costeira  da  região  sul do  Brasil  comumente  sofre  perdas  elevadas  devido  à salinização da água de  irrigação, que ocasiona prejuízos diretos,  como  a  redução  de  produção  da  lavoura.
Solos  com  processo  de  salinização  avançado  não  são indicados,  por  exemplo,  para  o  cultivo  de  arroz.  As plantas  retiram  a  água  do  solo  quando  as  forças  de embebição  dos  tecidos  das  raízes  são  superiores  às forças com que a água é  retida no solo.
WINKEL, H.L.;TSCHIEDEL, M. Cultura do arroz: salinização de solos em cultivos de arroz.
Disponível em: http://agropage.tripod.com/saliniza.hml. Acesso em :25 ju n.2 01 0  (adaptado).


A presença de sais na solução do solo faz com que seja dificultada a absorção de água pelas plantas, o que provoca o fenômeno conhecido por seca fisiológica, caracterizado pelo(a)

a)

aumento da salinidade, em que a água do solo atinge uma concentração de sais maior que a das células das raízes das plantas, impedindo, assim, que a água seja absorvida.

b)

aumento da salinidade, em que o solo atinge um nível muito baixo de água, e as plantas não têm força de sucção para absorver a água.

c)

diminuição da salinidade, que atinge um nível em que as plantas não têm força de sucção, fazendo com que a água não seja absorvida.

d)

aumento da salinidade, que atinge um nível em que as plantas têm muita sudação, não tendo força de sucção para superá-la.

e)

diminuição da salinidade, que atinge um nível em que as plantas ficam túrgidas e não têm força de sudação para superá-la.

(1,0) 3 -

No ano de 2000,  um vazamento em dutos de óleo na baía de  Guanabara  (RJ)  causou  um  dos  maiores  acidentes ambientais  do  Brasil. Além  de  afetar a  fauna  e  a  flora,  o acidente  abalou  o  equilíbrio  da  cadeia  alimentar de  toda a  baía.  O  petróleo  forma  uma  película  na  superfície  da água, o que prejudica as trocas gasosas da atmosfera com a  água  e  desfavorece  a  realização  de  fotossíntese  pelas algas,  que  estão  na  base  da  cadeia  alimentar  hídrica. Além  disso,  o  derramamento  de  óleo  contribuiu  para  o envenenamento das árvores e, consequentemente, para a intoxicação da fauna e flora aquáticas, bem como conduziu à morte diversas espécies de animais, entre outras formas de vida, afetando também a atividade pesqueira.
LAUBIER, L. Diversidade da Maré Negra. In: Scientífic American Brasil. 4(39), ago. 2005 (adaptado).

A situação exposta no texto e suas implicações

a)

indicam a independência da espécie humana com relação ao ambiente marinho.

b)

alertam para a necessidade do controle da poluição ambiental para redução do efeito estufa.

c)

ilustram a interdependência das diversas formas de vida (animal, vegetal e outras) e o seu habitat.

d)

indicam a alta resistência do meio ambiente à ação do homem, além de evidenciar a sua sustentabilidade mesmo em condições extremas de poluição.

e)

evidenciam a grande capacidade animal de se adaptar às mudanças ambientais, em contraste com a baixa capacidade das espécies vegetais, que estão na base da cadeia alimentar hídrica.

(1,0) 4 -

Alguns anfíbios e répteis são adaptados à vida subterrânea. Nessa situação, apresentam algumas características corporais como, por exemplo, ausência de patas, corpo anelado que facilita o deslocamento no subsolo e, em alguns casos, ausência de olhos.

Suponha que um biólogo tentasse explicar a origem das adaptações mencionadas no texto utilizando conceitos da teoria evolutiva de Lamarck. Ao adotar esse ponto de vista, ele diria que

a)

as características citadas no texto foram originadas pela seleção natural.

b)

a ausência de olhos teria sido causada pela falta de uso dos mesmos, segundo a lei do uso e desuso.

c)

o corpo anelado é uma característica fortemente adaptativa, mas seria transmitida apenas à primeira geração de descendentes.

d)

as patas teriam sido perdidas pela falta de uso e, em seguida, essa característica foi incorporada ao patrimônio genético e então transmitidas aos descendentes.

e)

as características citadas no texto foram adquiridas por meio de mutações e depois, ao longo do tempo, foram selecionadas por serem mais adaptadas ao ambiente em que os organismos se encontram.

(1,0) 5 -

O  uso  prolongado  de  lentes  de  contato,  sobretudo durante a noite, aliado a condições  precárias de higiene representam  fatores  de  risco  para  o  aparecimento de  uma  infecção  denominada  ceratite  microbiana, que  causa  ulceração  inflamatória  da  córnea.  Para interromper  o  processo  da  doença,  é  necessário tratamento  antibiótico.  De  modo  geral,  os  fatores  de risco  provocam  a  diminuição  da  oxigenação  corneana e  determinam  mudanças  no  seu  metabolismo,  de  um estado  aeróbico  para  anaeróbico.  Como  decorrência, observa-se a diminuição  no  número  e  na velocidade de mitoses do epitélio, o que predispõe ao aparecimento de defeitos epiteliais e à  invasão bacteriana.
CRESTA,  F.  Lente de contato e  infecção ocular.  Revista Sinopse de Oftalmologia. São
Paulo: Moreira Jr.,v.04,  n.04,  2002  (adaptado).


A instalação das bactérias e o avanço do processo infeccioso na córnea estão relacionados a algumas características gerais desses microrganismos, tais como:

a)

A grande capacidade de adaptação, considerando as constantes mudanças no ambiente em que se reproduzem e o processo aeróbico como a melhor opção desses microrganismos para a obtenção de energia.

b)

A grande capacidade de sofrer mutações, aumentando a probabilidade do aparecimento de formas resistentes e o processo anaeróbico da fermentação como a principal via de obtenção de energia.

c)

A diversidade morfológica entre as bactérias, aumentando a variedade de tipos de agentes infecciosos e a nutrição heterotrófica, como forma de esses microrganismos obterem matéria-prima e energia.

d)

O alto poder de reprodução, aumentando a variabilidade genética dos milhares de indivíduos e a nutrição heterotrófica, como única forma de obtenção de matéria- prima e energia desses microrganismos.

e)

O alto poder de reprodução, originando milhares de descendentes geneticamente idênticos entre si e a diversidade metabólica, considerando processos aeróbicos e anaeróbicos para a obtenção de energia.

(1,0) 6 -

Investigadores  das  Universidades  de  Oxford  e  da Califórnia  desenvolveram  uma  variedade  de  Aedes aegypti  geneticamente  modificada  que  é  candidata para  uso  na  busca de  redução  na  transmissão do vírus da  dengue.  Nessa  nova  variedade  de  mosquito,  as fêmeas  não  conseguem  voar  devido  à  interrupção  do desenvolvimento  do  músculo  das  asas.  A modificação genética  introduzida  é  um  gene  dominante  condicional, isso  é,  o gene  tem  expressão dominante  (basta apenas uma cópia do alelo) e este só atua nas fêmeas.
FU, G.  et al.  Female-specific  flightless  phenotype fo r  mosquito  control.
PNAS  107  (10):  4550-4554,  2010.


Prevê-se, porém, que a utilização dessa variedade de Aedes aegypti demore ainda anos para ser implementada, pois há demanda de muitos estudos com relação ao impacto ambiental. A liberação de machos de Aedes aegypti dessa variedade geneticamente modificada reduziria o número de casos de dengue em uma determinada região porque

a)

diminuiria o sucesso reprodutivo desses machos transgênicos.

b)

restringiria a área geográfica de voo dessa espécie de mosquito.

c)

dificultaria a contaminação e reprodução do vetor natural da doença.

d)

tornaria o mosquito menos resistente ao agente etiológico da doença.

e)

dificultaria a obtenção de alimentos pelos machos geneticamente modificados.

(1,0) 7 -

De  15%  a  20%  da  área  de  um  canavial  precisa  ser renovada  anualmente.  Entre  o  período  de  corte  e o de plantação de  novas canas, os produtores estão optando por  plantar  leguminosas,  pois  elas  fixam  nitrogênio  no solo,  um  adubo  natural  para  a  cana.  Essa  opção  de rotação  é  agronomicamente  favorável,  de  forma  que municípios  canavieiros são  hoje  grandes  produtores de soja, amendoim e feijão.
As encruzilhadas da fome.  Planeta. São Paulo, ano 36,  n0. 430, jul.  2008  (adaptado).

A rotação de culturas citada no texto pode beneficiar economicamente os produtores de cana porque

a)

a decomposição da cobertura morta dessas culturas resulta em economia na aquisição de adubos industrializados.

b)

o plantio de cana-de-açúcar propicia um solo mais adequado para o cultivo posterior da soja, do amendoim e do feijão.

c)

as leguminosas absorvem do solo elementos químicos diferentes dos absorvidos pela cana, restabelecendo o equilíbrio do solo.

d)

a queima dos restos vegetais do cultivo da cana- de-açúcar transforma-se em cinzas, sendo reincorporadas ao solo, o que gera economia na aquisição de adubo.

e)

a soja, o amendoim e o feijão, além de possibilitarem a incorporação ao solo de determinadas moléculas disponíveis na atmosfera, são grãos comercializados no mercado produtivo.

(1,0) 8 -

Diversos comportamentos efunções fisiológicas do nosso corpo  são  periódicos,  sendo  assim,  são  classificados como ritmo biológico. Quando o ritmo biológico responde a um período aproximado de 24 horas, ele é denominado ritmo circadiano. Esse ritmo diário é mantido pelas pistas ambientais de claro-escuro e determina comportamentos como  o  ciclo  do  sono-vigília  e  o  da  alimentação.  Uma pessoa,  em  condições  normais,  acorda  às  8  h  e  vai
dormir  às  21  h,  mantendo  seu  ciclo  de  sono  dentro  do ritmo dia e noite.  Imagine que essa mesma pessoa tenha sido mantida  numa  sala  totalmente  escura  por mais  de quinze dias. Ao sair de  lá, ela dormia às 18 h e acordava às 3 h da manhã. Além disso, dormia mais vezes durante o  dia,  por  curtos  períodos  de  tempo,  e  havia  perdido  a noção da  contagem  dos dias,  pois,  quando  saiu,  achou que havia passado muito mais tempo no escuro.
BRANDÃO, M.  L. Psicofisiologia. São Paulo: Atheneu,  2000  (adaptado).

Em função das características observadas, conclui-se que a pessoa

a)

apresentou aumento do seu período de sono contínuo e passou a dormir durante o dia, pois seu ritmo biológico foi alterado apenas no período noturno.

b)

apresentou pouca alteração do seu ritmo circadiano, sendo que sua noção de tempo foi alterada somente pela sua falta de atenção à passagem do tempo.

c)

estava com seu ritmo já alterado antes de entrar na sala, o que significa que apenas progrediu para um estado mais avançado de perda do ritmo biológico no escuro.

d)

teve seu ritmo biológico alterado devido à ausência de luz e de contato com o mundo externo, no qual a noção de tempo de um dia é modulada pela presença ou ausência do sol.

e)

deveria não ter apresentado nenhuma mudança do seu período de sono porque, na realidade, continua com o seu ritmo normal, independentemente do ambiente em que seja colocada.

(1,0) 9 -

Deseja-se instalar uma estação de geração de energia elétrica em um município localizado no interior de um pequeno vale cercado de altas montanhas de difícil acesso. A cidade é cruzada por um rio, que é fonte de água para consumo, irrigação das lavouras de subsistência e pesca. Na região, que possui pequena extensão territorial, a incidência solar é alta o ano todo. A estação em questão irá abastecer apenas o município apresentado. 

Qual forma de obtenção de energia, entre as apresentadas, é a mais indicada para ser implantada nesse município de modo a causar o menor impacto ambiental?

a)

Termelétrica, pois é possível utilizar a água do rio no sistema de refrigeração.

b)

Eólica, pois a geografia do local é própria para a captação desse tipo de energia.

c)

Nuclear, pois o modo de resfriamento de seus sistemas não afetaria a população.

d)

Fotovoltaica, pois é possível aproveitar a energia solar que chega à superfície do local.

e)

Hidrelétrica, pois o rio que corta o município é suficiente para abastecer a usina construída.

(1,0) 10 -

A produção de soro antiofídico é feita por meio da extração da peçonha de serpentes que, após tratamento, é introduzida em um cavalo. Em seguida são feitas sangrias para avaliar a concentração de anticorpos produzidos pelo cavalo. Quando essa concentração atinge o valor desejado, é realizada a sangria final para obtenção do soro. As hemácias são devolvidas ao animal, por meio de uma técnica denominada plasmaferese, a fim de reduzir os efeitos colaterais provocados pela sangria. 
Disponível em: http://www.infobibos.com. Acesso em: 28 abr. 2010 (adaptado). 

A plasmaferese é importante, pois, se o animal ficar com uma baixa quantidade de hemácias, poderá apresentar

a)

febre alta e constante.

b)

redução de imunidade.

c)

aumento da pressão arterial.

d)

quadro de leucemia profunda.

e)

problemas no transporte de oxigênio.

Marcadores

Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Marcador Verde Favorita
Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Marcador Azul Dúvida
Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Marcador Amarelo Acompanhar
Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Marcador Vermelho Polêmica
Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Marcador Laranja  Prova ENEM - Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Biologia (ENEM) 3 - Questões e Simulados - Adicionar

Meus Marcadores

Fechar
508.025 Alunos | 4.244 Simulados | 47.286 Questões | 12.846 Comentários

Copyright © Simulado Brasil Concurso - 2011 - 2018 - Todos os direitos reservados.

⇑ topo